Veganos em Chiang Mai: melhores restaurantes e cafés

Como eu já disse antes, é possível ser vegano durante uma viagem ao redor do mundo. Só demanda um pouco de pesquisa. Pensando nisso, resolvi escrever vários guias para ajudar quem for viajar e quer manter a dieta vegana. Esse aqui é um post com minhas dicas para veganos em Chiang Mai.

Vale lembrar que minha dica principal pra quem é vegano e está viajando é usar o happycow. Um tripadvisor vegano e vegetariano que vai te ajudar muito na hora de escolher um restaurante.

Esse post de dicas foi todo pensado com base na minha experiência própria por lá, incluindo meus restaurantes preferidos.

É um paraíso ser vegano em Chiang Mai (ou vegetariano)

Sim pessoal, podem se alegrar. Chiang Mai foi um dos lugares em que comi melhor na viagem, disputando somente com Bali.

A cidade já tem uma cultura mais voltada para um melhor relacionamento com a natureza, consigo próprio e com aqueles que te cercam. Por isso é muito fácil encontrar lugares para fazer yoga, meditar e comer delícias veganas e vegetarianas.

Então os vegano em Chiang Mai comem que nem rainhas e reis, de verdade. Desde restaurante a lugares para comprar substitutos veganos, Chiang Mai tem basicamente tudo que um vegano precisa.

Ah, só tem um porém: as opções noturnas de restaurante não são tantas. E as que existem fecham relativamente cedo (quem viaja geralmente come tarde né?).

Então, minha dica pra quem quer economizar é jantar no hostel, cozinhando sua própria comida. Eu cozinhava tranquilamente no Lullaby e eles inclusive disponibilizavam alguns dos ingredientes. A depender da noite, você podia cozinhar seu próprio Pad thai ou levar os ingredientes para cozinhar o que quisesse.

Leia Também:

Chiang Mai: tudo que você precisa saber

Existem muitos cafés fofos e veganos em Chiang Mai

Se você é amante de um bom smoothie bowl, ou de um avocado toast, alegre-se: Chiang Mai é cheio de cafés.

Além das especialidades thai, que podem ser tradicionalmente veganas (o mango sticky rice, e alguns curries, por exemplo), você encontra várias opções veganas mais ocidentais.

  • Fruit Pulse Juice Bar

Fruit Pulse Juice Bar: café vegano em Chiang Mai
Fruit Bowl vegano maravilhoso no Fruit Pulse Juice Bar

Meu lugar preferido para tomar café da manhã em Chiang Mai é o Fruit Pulse Juice Bar. Eu não só amei a comida (o spirulina bowl é maravilhoso) como fiz muitos amigos por lá. É um café bem sociável e fica cheio de expatriados veganos.

Meu pedido preferido lá é o fruit bowl de spirulina. Além disso sou apaixonada por café com leite de coco tailandês. O gosto é bem diferente do brasileiro (até a água de coco tem gosto diferente), e tem uns tons mais amendoados que combinam muito com o café. Gelado então fica uma beleza, pra tomar no calor de Chiang Mai.

  • Free Bird Café

O Free bird também é uma entidade entre os veganos em Chiang Mai. Ele não só tem 83 ótimas avaliações no happy cow, como também tem um ótimo propósito: 100% dos lucros vão para uma organização chamada Thai Freedom House.

A Thai Freedom House é um centro de linguagem e artes, que ajuda crianças das tribos das montanhas e os refugiados Burmeses. Além da comida, você pode comprar na lojinha deles e ajudar também. Eles vendem livros, roupas, canudos ecológicos, entre outros.

O preço da comida é um pouco mais alto que o resto dos lugares, mas se mantém num preço barato. Uma salada bem grande sai por 120 baht (R$15).

  • Goodsoul’s Kitchen

O Goodsoul’s kitchen é outro café delicioso em Chiang Mai. Ele é quase que uma unanimidade entre os veganos que amam sobremesa e smoothie bowls.

Eles também servem almoço e janta, e é um dos restaurantes que fecha mais tarde (às 22h). Eu comi lá uma vez só, mas amei. A Kombucha deles também é maravilhosa!

A melhor padaria vegana que eu já conheci fica em Chiang Mai

E quando eu falo a melhor, eu quero dizer a MELHOR.

Eu não sou chegada numa sobremesa, nem de chocolate eu gosto (você pode me julgar agora). Mas se tem uma coisa que eu gosto é de pão. E aquelas coisas de padaria em geral: croissant, rosquinhas, sonho…

E eu nunca na vida imaginei que comeria essas coisas na rua de novo. Muito menos na Tailândia.

Mas aí eu conheci o Blue Diamond. E minha vida mudou.

Sei que parece testemunho de crente. Mas é a mais pura verdade. Hoje em dia, se alguém fala que ser vegano é difícil porque tem poucas opções de sobremesas gordinhas eu digo nananinanão. O Blue Diamond é a prova disso.

O nome do lugar é, na verdade, Blue Diamond Breakfast Club. Então já dá pra ver que eles levam o café da manhã bem a sério.

Eu ia lá todo dia, principalmente por causa da Cinnamon Roll deles (rosquinha de canela). Os meus amigos dissearam que foi a melhor rosquinha que eles já provaram, e olha que nem veganos eles eram.

Guia para Veganos em Chiang Mai
Olhem para essas delícias… Bem ali na parte de baixo você consegue ver minha preferida: a cinnamon roll

Sem contar que o lugar é lindo, e eles vendem vários outros produtos: kombuchas, manteiga vegana, hummus, leites vegetais… E eles também têm produtos cosméticos e outras coisinhas veganas.

Guia para veganos em Chiang Mai
Tem cheesecake, muffin… e muitas opções são veganas e também sem glúten!

E o melhor, o preço é super acessível (as opções de “padaria” saem entre 30 a 35 baht, ou 3 a 4 reais). Quem é vegano sabe que no Brasil só de ser “vegano” o produto, muitas vezes, já se torna super ultrafaturado. Então é um preço muito bom.

Veganos em Chiang Mai têm que visitar o Blue Diamond! Mas até se você não for vegano, vale muito a pena, porque a comida é maravilhosa e eles têm opções não veganas (vegetarianas, eles não servem carne de nenhum tipo). Ah, e o atendimento também é ótimo, eles são uns fofos.

Então se você for e amar, deixe uma avaliação no happycow pra dar uma força.

Vegetarianos e Veganos em Chiang Mai têm opção de acomodação especial

Sou relativamente nova no mundo vegano, então eu nunca tinha visto na vida hotéis totalmente voltados para vegetarianos e veganos, o Green Tiger House foi o primeiro.

Na verdade, o Green Tiger House é uma guesthouse vegetariana, e tem opções de dormitório compartilhado e de quartos privativos.

A filosofia da guesthouse é a de providenciar uma estadia confortável e calma, pra quem quer realmente entrar em contato com seu lado espiritual. Então nada de oba-oba por lá, é um lugar de retiro.

As opções de café da manhã são todinhas veganas e vegetarianas, e pets são super bem vindos (vi gatinhos e cãezinhos andando livremente pelo pátio).

Mas já aviso, a procura é muito alta. O preço é bem legal (o dormitório sai por 400 baht, ou R$50,00) então chove de gente reservando quartos. Reserve com bastante antecedência. Eu não consegui ficar lá porque eles não tinham mais vaga.

Você pode reservar pelo Agoda, ou pelo site próprio deles.

  • Reform Kafé

Dentro do Green Tiger House funciona o Reform Kafé, um restaurante vegetariano e vegano.

Eles têm várias opções, tanto tailandesas quanto ocidentais. Eu, por exemplo, provei o pad thai (maravilhoso) e o hamburger vegano (idem). Também provei muitas outras coisas, porque eu como com os olhos e tenho muita dificuldade em decidir o que pedir.

O lugar é uma delícia e tem uma atmosfera bem gostosa. As porções são bem generosas, então não faça como eu e peça um prato por vez.

Eles fecham bem cedo (20h30), então vá cedo, ou almoce por lá. O café da manhã deles parece ser maravilhoso, eu não tive a oportunidade de provar, mas se vocês forem, conta pra mim como foi nos comentários!

Existem vários cursos gastronômicos veganos em Chiang Mai

Como eu relatei no meu guia sobre Chiang Mai, uma das coisas super legais para se fazer em Chiang Mai é aprender a cozinhar comidas tailandesas típicas.

A boa notícia é que vários desses cursos tem opções para veganos e vegetarianos!

O lugar em que eu fiz o meu curso foi maravilhoso, na casa de uma local. Mas, além dele existem muitos outros!

O May Kaidee é bem famoso e oferece cursos de raw food, como fazer tofu, molhos e sobremesas, e muito mais. Eles ainda têm cursos com maior duração (de 3, 5 e 10 dias), e cursos culturais e de massagem.

O mais legal é que esses dois cursos são ministrados e pertencem a mulheres empreendedoras tailandesas. Então você não só vai estar aprendendo a cozinhar comidas maravilhosas, como também vai estar ajudando mulheres locais.

Restaurantes veganos em Chiang Mai são mais que meros restaurantes

Cada um dos restaurantes veganos em Chiang Mai tem uma atmosfera especial. Então, quando você sai para comer é mais do que um ato de alimentação, é uma verdadeira experiência.

E eu não estou falando isso pra soar profunda. É porque, de verdade, em Chiang Mai a espiritualidade é quase material, você pode sentir.

Quando eu cheguei no Amrita Garden, por exemplo, eu quase caí no choro. O lugar era lindo, uma casinha de madeira com um jardim todo florido, e uma música que eu ouvia muito nas minhas práticas de Yoga no Rio estava tocando.

Imediatamente lembrei dos dias em que fiquei visualizando o momento em que eu estivesse realizando o meu sonho de visitar o Sudeste Asiático, e agora tudo tinha se tornado realidade.

Esse tipo de experiência a gente só sente quando temos um encontro autêntico, com coisas, lugares e pessoas autênticas. E posso te prometer que Chiang Mai está cheio delas.

E eu amei o Amrita porque lá pude realmente ter uma experiência com a minha comida.

O cardápio é macrobiótico e tem muitas opções veganas e vegetarianas, incluindo tempeh, manteiga vegana e outras coisinhas que você pode levar pra cozinhar no hostel. Eu super indico.

E, como os cursos de culinária, o Amrita também pertence a uma mulher tailandesa: mais um motivo pra você ir e amar.

Ah, eles também tem quartos! A noite sai por 500 Baht em um quarto privativo.

Se você é vegano, Chiang Mai tem tudo pra ser sua cidade preferida

Eu me apaixonei por Chiang Mai, tanto é que ela se tornou minha cidade preferida na Tailândia. As mil opções veganas só fortaleceram essa história de amor.

Se você está montando seu roteiro pela Tailândia, reserve um tempo razoável em Chiang Mai. A maioria das pessoas prioriza tanto as praias que acabam deixando o norte meio de lado. Não façam isso. Vale muito a pena passar um tempo nesse ambiente maravilhoso, ainda mais se você é vegano. Eu saí de Chiang Mai de alma lavada, espero que você também saia.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *